Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cenas & Coisas

Cenas & Coisas

07.Jun.20

Relíquias e tesouros - Revista Crónica feminina nº 1002 de 1976

Em 1976, 2 anos depois do 25 de abril, a Crónica feminina já começava a transmitir uma imagem mais moderna e independente da mulher. 

 

IMG-6467.jpg

 

Nesta revista podemos ver o lugar das mulheres no desporto desde o início dos anos 30. Ou seja não é algo recente, mas que só depois da ditadura é que se começa a comunicar sobre isso e incentivar as mulheres a terem lazeres para além das tarefas caseiras como a costura, a cozinha, etc. 

 

Crónica 1.jpeg

 

Apesar do título "Nova conquista do sexo fraco", esta rúbrica serve para mostrar que mulheres já têm profissões ocupadas inicialmente por homens. 

 

Crónica.jpeg

 

As tiras do cartonista argentino Quino, Mafalda, começaram a aparecer na revista Crónica. Quem já leu a Mafalda sabe que é uma menina preocupada com a Humanidade e a paz no mundo. Ao contrário da sua amiga Susanita que sonha em casar, ter filhos e ser doméstica, Mafalda quer estudar e ser intérprete na ONU.

 

Crónica 2.jpeg

 

Nota-se uma grande diferença de conteúdo e da visão das mulheres entre as revistas pré e pós 25 de Abril. A mulher não tem de ser só doméstica e preocupar-se com amor e moda, já pode pensar e fazer o que um homem faz. 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.